SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 número226Avaliação da trajetória média de crescimento de caprinos em modelos de regressão aleatóriaCaracterísticas morfogênicas de estabelecimento de dois acessos de Bromus catharticus índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Archivos de Zootecnia

versión impresa ISSN 0004-0592

Resumen

BOROSKY, J.C. et al. Características das fibras musculares do L. dorsi e qualidade da carne de suínos de quatro linhagens. Arch. zootec. [online]. 2010, vol.59, n.226, pp.277-286. ISSN 0004-0592.

O objetivo desse trabalho foi analisar as características miofibrilares de suínos de quatro linhagens distintas e correlacioná-las com a qualidade de carne. Foram utilizados 48 animais (24 machos castrados e 24 fêmeas) provenientes de 4 linhagens, representando os tratamentos experimentais: linhagem melhorada comercialmen-te, selecionada para crescimento e produção de carne magra; linhagem melhorada comercialmen-te, selecionada para fins de prolificidade; animais oriundos do cruzamento Landrace x Large White; e linhagem não melhorada geneticamente. Foram avaliados o comprimento do sarcômero, o tipo de fibra muscular, o número e o diâmetro das células musculares e as características de qualidade da carne (cor, marmoreio e perda de água por gotejamento). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em arranjo fatorial 4 x 2 (4 padrões genéticos e 2 sexos), sendo cada animal uma repetição. Os animais selecionados para deposição de carne, os melhorados para prolificidade e os animais cruzados Landrace x Large White apresentaram maior número de células musculares (p<0,05) que os animais sem seleção. Os animais Landrace x Large White apresentaram o maior diâmetro celular (p<0,05); os animais sem seleção e os selecionados para prolificidade apresentaram as menores médias. Não houve diferença entre as linhagens para o comprimento de sarcômero. Os animais sele-cionados para prolificidade tiveram menor porcentagem de fibras glicolíticas (p<0,05) e maior porcentagem de fibras intermediárias que as demais linhagens (p<0,05). Os animais sele-cionados para deposição de carne e os animais selecionados para prolificidade apresentaram os maiores (p<0,05) e os menores (p<0,05) valores para a perda de água por gotejamento, respectivamente. Os animais sem seleção apresentaram a maior taxa de marmoreio (p<0,05) e carne mais escura (p<0,05), enquanto que os animais selecionados para deposição de carne apresen-taram a menor taxa de marmoreio (p<0,05). Os machos castrados apresentaram carne mais clara que as fêmeas (p<0,05). A análise da correlação indicou que o número de células musculares está associado positivamente com a perda de água por gotejamento e a luminosidade da carne. O número e o tipo de fibras do músculo estão relacionados com as características de qualidade da carne. Genéticas com mais fibras musculares têm menor taxa de gordura intramuscular e apresentam carne mais clara e com menor capacidade de retenção de água, mas não foi observado correlação entre número de fibras musculares e freqüência de fibras glicolíticas.

Palabras clave : Células musculares; Perda de água.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons