SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.60 número231 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Archivos de Zootecnia

versión impresa ISSN 0004-0592

Resumen

OLIVEIRA, T.S. et al. Composição química do bagaço de cana-de-açúcar amonizado com diferentes doses de uréia e soja grão. Arch. zootec. [online]. 2011, vol.60, n.231, pp.625-635. ISSN 0004-0592.  http://dx.doi.org/10.4321/S0004-05922011000300051.

Objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito de diferentes doses de uréia e soja grão moída, como fonte de urease, sobre a composição química do bagaço de cana-de-açúcar amonizado. Utilizaram-se quatro doses de uréia (2, 4, 6 e 8% MS) e três doses de soja grão moída (0; 2 e 4% MS) no bagaço de cana-de-açúcar armazenado por um período de 52 dias, em sacos de polietileno com capacidade de 50 litros. Foram analisados os teores de MS, PB, FDN, FDA, hemicelulose, celulose e lignina. Foi utilizado delineamento experimental inteiramente casualizado com três repetições por tratamento. O aumento das doses de uréia no processo de amonização do bagaço de cana-deaçúcar implicou em redução dos teores de FDN, FDA, celulose, hemicelulose e lignina, e aumento dos teores de PB. Todavia, os teores de MS não foram afetados pelas diferentes doses de uréia e soja grão moída utilizadas nos tratamentos, diferindo apenas da MS do bagaço de cana in natura. A utilização da soja grão moída, como fonte de urease, na amonização do bagaço de cana-de-açúcar, foi eficiente na redução dos níveis de FDN apenas para as doses de 2 e 4% de uréia.

Palabras clave : Celulose; Fibra em detergente neutro; Hemicelulose.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )