SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.61 número233 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Archivos de Zootecnia

versión impresa ISSN 0004-0592

Resumen

REIS, L.S.L.S. et al. Efeito da suplementação com selênio no cortisol sérico em bovinos manejados repetidamente. Arch. zootec. [online]. 2012, vol.61, n.233, pp.141-144. ISSN 0004-0592.  http://dx.doi.org/10.4321/S0004-05922012000100015.

Este estudo avaliou a relação entre suplementação com Se e cortisol sérico em gado manejado repetidamente. Sessenta bezerros Nelore foram distribuídos em quatro grupos, os quais se alimentaram de uma mistura mineral protéica acrescida de Se de modo a alcançar suplementação individual diária de 0 (Gc), 3.6 (G3.6), 5.4 (G5.4) or 6.4 (G6.4) mg Se. O estresse de manejo e as colheitas das amostras de sangue foram nos dias 0, 15, 30, 60, 90 e 120. O cortisol sérico aumentou até o dia 90 e reduziu no dia 120, independente da suplementação com Se. Isso indica que os bovinos ficaram estressados, mas se adaptaram ao longo do tempo. O cortisol e Se sérico não foram marcantemente correlacionados. A concentração de Se sérico aumentou ao longo do experimento nos grupos suplementados. Entretanto, como o Se sérico foi reduzido em Gc, deve-se considerar que ele pode ter sido mobilizado para formação de selenoproteínas necessárias à remoção dos restos metabólicos resultantes do estresse oxidativo desencadeado pelo estresse de manejo.

Palabras clave : Mistura mineral; Estresse.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )