SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 número226 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Archivos de Zootecnia

versión impresa ISSN 0004-0592

Arch. zootec. v.59 n.226 Córdoba jun. 2010

 

NOTA BREVE

 

Características morfogênicas de estabelecimento de dois acessos de Bromus catharticus

Morphogenetic characteristics during establishment of two Bromus catharticus accesses

 

 

Cassal, V.B.1A, Monks, P.L.1B, Varella, A.C.2, Lisboa, V.3A e Sganzerla, D.3B

1Departamento de Zootecnia-UFPel. Pelotas, RS. Brasil. Avicassal@ibest.com.br; Bplmonks@ufpel.tche.br
2Área de Forrageiras-Embrapa Pecuária Sul. Bagé, RS. Brasil. avarella@cppsul.embrapa.br
3UFPel. Pelotas, RS. Brasil. Avls_agro@yahoo.com.br; Bdsganzerla@hotmail.com.br

 

 


RESUMO

As características morfogênicas de dois acessos de Bromus catharticus Vahl. (Agrosto-logia e Platano) foram estudados na fase de estabelecimento. O experimento foi realizado em casa de vegetação do Departamento de Zootecnia-UFPel, em vasos plásticos, em delineamento completamente casualizado com 8 repetições, no período de 19 de junho a 11 de agosto de 2006. Usou-se a técnica de perfilhos marcados medindo-se o comprimento e número de lâminas a intervalos de 2 a 3 dias, com início em 10 de julho. Foram calculadas a taxa de aparecimento e expansão foliar e filocrono. A taxa de aparecimento foliar e filocrono não diferiram significativamente (p>0,05), entretanto, a taxa de expansão foliar do acesso Platano (p<0,05) foi superior ao acesso Agrostologia.

Palavras chave: Comprimento de lâmina. Taxa de expansão foliar. Perfilho. Filocrono.


SUMMARY

Morphogenetic characteristics of two accesses of Bromus catharticus Vahl. (Agros-tologia and Platano) were studied during the establishment period. The experiment was carried out in greenhouse at UFPEL, Animal Science Department, using pots in a completely randomized design with eight replications, from June 19th to August 11th , in 2006. Plants were evaluated with intervals from two to three days in a week. Length and number of the leaf blades in the main tillers were measured, with scale and marked with a colour wire. Leaf appearance rate and phyllochron did not differ significantly (p>0.05) for both accesses, however, leaf elongation rate of Platano was higher (p<0.05) than of Agrostologia access.

Key words: Blade length. Leaf elongation rate. Tillers. Phyllochron.


 

Introdução

Nos últimos anos, os estudos em forragicultura no Brasil têm buscado caracterizar a utilização eficiente de pastagens na ampla gama de espécies que compõem a base da exploração pecuária nacional e sob diversas situações de utilização. Neste cenário, torna-se importante compreender a resposta das gramíneas forrageiras quando submetidas a diferentes sistemas de manejo, do que apenas quantificar esta resposta. Isto pode representar um enorme salto na sua orientação (Gomide et al., 2006). O estudo da morfogênese pode contribuir bastante, à medida que fornece informações detalhadas do crescimento vegetal e se, devidamente analisados, pode propiciar o estabelecimento de estratégias de manejo que busquem maximizar a eficiência do sistema planta animal.

Longhi-Wagner, 1987 relata que a cevadilha crioula (Bromus catharticus Vahl.) é uma gramínea perene ou anual, nativa do estado do Rio Grande do Sul, que tem demonstrado adaptabilidade, potencial para produção de forragem de qualidade, alta diversidade morfológica e aceitabilidade pelos animais.Com o objetivo de comparar a morfogênese de dois acessos de Bromus catharticus durante o desenvolvimento inicial, foi realizado o presente estudo em casa de vegetação.

 

Material e métodos

O trabalho foi conduzido na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS, no período de 10 de junho a 11 de agosto de 2006, em casa-de-vegetação do Departamento de Zootecnia, em delineamento completamente casualizado com oito repetições. Foram comparados dois tratamentos representados pelos acessos de Bromus catharticus (Agrostologia e Platano). As sementes destes acessos foram cedidas pela Embrapa Pecuária Sul-CPPSul, Bagé. A semeadura de B. catharticus foi realizada em vasos plásticos, com capacidade de 6 kg de solo (Planossolo Hidromórfico Eutrófico Solódico), no dia 19 de junho de 2006. A calagem, calculada com base nos dados da análise de solo pelo método de base (V= 50%), utilizando-se 17g de calcário/vaso e, a adubação (NPK) foi de 2,2 g/vaso da formulação 6-24-12 feitas simultaneamente, na semeadura. Com o auxílio de uma régua graduada, foram efetuadas, duas vezes por semana, em intervalos de 2 a 3 dias, no período de 10 de julho a 11 de agosto em cada vaso, medições do comprimento das lâminas foliares nos perfilhos principais marcados com fio colorido. O comprimento da lâmina em expansão foi medido do seu ápice até a lígula da penúltima folha expandida e o da lâmina expandida, da lígula até o seu ápice. O número de folhas novas surgidas foi calculado pela diferença entre o número de folhas em cada avaliação. A partir desses dados foi calculada a taxa de aparecimento foliar, taxa de expansão foliar e o filocrono.

a) taxa de aparecimento foliar (TAF, folhas/perfilho/dia): divisão do número de folhas surgidas nos perfilhos marcados de cada vaso, no período, pelo número de dias envolvidos. Neste estudo, para o cálculo do alongamento foliar, foram considerados os mesmos perfilhos e as folhas emergentes.

b) taxa de expansão foliar (TEF, mm/ perfilho/dia), diferença entre os comprimentos finais das lâminas e seus comprimentos iniciais dividida pelo número de dias decorridos na avaliação;

c) filocrono (dias/folha e graus-dia/ folha), foi calculado pela constante 1/TAF.

Os dados de temperatura de máximo e mínimo foram coletados diariamente, durante o período experimental, realizando-se a média e o somatório destas nos períodos de avaliação (tabela I).

 

Os dados foram submetidos à análise de variância através do teste t de Student, a 5% de significância.

 

Resultados e discussão

Os dados referentes à taxa de expansão de folhas dos acessos de B. catharticus (figura 1) apresentaram diferença significativa (p<0,05), com um desvio padrão de 1,59 e 1,24 cm, respectivamente e coeficiente de variação de 11,20%. O acesso Platano apresentou uma taxa de expansão de folha superior ao acesso Agrostologia. Segundo Lemaire e Agnusdei (1999), a TEF tem grande influência sobre o IAF das plantas. De acordo com Horst et al. (1978) e Whilhelm e Nelson (1978) em festuca alta a TEF foi utilizada como critério para seleção de cultivares desta espécie a qual foi associada ao vigor e produtividade testados em ensaios de campo. Baseado nestes critérios o acesso Platano poderia apresentar maior vigor de rebrotação e rendimento de forragem.

 

A taxa de aparecimento de folhas e filocrono de B. catharticus não apresentaram diferença entre os acessos (p>0,05). Van Esbroeck et al. (1997), utilizaram a TAF como critério para quantificar o desenvolvimento morfológico em gramíneas. Pode-se deduzir que nesta fase de estabelecimento destes acessos não há como diferenciá-los.

 

Conclusão

Na fase de estabelecimento o acesso Platano apresenta taxa de expansão foliar maior do que o acesso Agrostologia.

 

Bibliografia

Gomide, C.A. de M., Gomide, J.A. e Paciullo, D.S.C. 2006. Morfogênese como ferramenta para o manejo de pastagens. Anais de Simpósios da 43a Reunião Anual da SBZ. João Pessoa, PB. 457.         [ Links ]

Horst, G.L., Nelson, C.J. and Asay, K.H. 1978. Relationship of leaf elongation to forage yield of tall fescue genotypes. Crop. Sci., 18: 715-719.         [ Links ]

Lemaire, G. and Agnusdei, M. 1999. Leaf tissue turn-over and efficiency of herbage utilisation. In: Lemaire, G., Hodgson, J., Moraes, A. de, Carvalho, P.C. de F. and Nabinger, C. (eds). Grassland ecophysiology and grazing ecology. CABI Publishing. Oxon. UK. pp. 265-288.         [ Links ]

Longhi-Wagner, H.M. 1987. Flora ilustrada do Rio Grande do sul., fasc. 17, Gramineae. Tribo Poeae. B. Inst. Bioc., 41: 1-91.         [ Links ]

Van Esbroeck, G.A, Hussey, M.A. and Sanderson, M.A. 1997. Leaf appearance rate and final leaf number of switchgrass cultivars. Crop. Sci., 37: 864-870.         [ Links ]

Whilhelm, W.W. and Nelson, C.J. 1978. Growth analysis of tall fescue genotypes differing in yield and leaf photosynthesis. Crop. Sci., 18: 951-954.         [ Links ]

 

 

Recibido: 9-8-07.
Aceptado: 1-10-07.

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons